terça-feira, 28 de novembro de 2017

Reciprocidade

O ardil de um sentimento
é uma hecatombe próxima
da pequena morte,
gozar a palavra com mel.

Se a reciprocidade vem
a feliz andança descobre
que valeu a pena esperar
e não se entregar à falta.

Sentimos, logo existimos
é a máxima de uma relação
de vida em sua sorte
viva-se e é, sendo recíproco.

Recíprocos sonhos de nuvens
passeantes por meio de um céu
floreado com formas belas
de uma verdadeira aquarela.

Assim seja!

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Bom dia




Sou do dia
Algo que os odores e
Imagens me regozijam
E apetecem.

Não sou notívago
Mas posso visitar a noite
Quando bem entender
Pois sou líquido.

E como líquido
Permeio espaços e tempos
Levando minha dose
Forte e suave pra quem me dirijo.

Nada melhor que o dia
Pra quem é do dia
Receber-me de manhãzinha
Com meu odor e prazer.


Bom dia de seu café!

domingo, 11 de junho de 2017




No furacão meu dedo se foi
apontando de onde veio
para olhos que não veem
e mentes sem nenhum esteio.



quarta-feira, 3 de maio de 2017

Já não sei




Ela me disse
com aquele ar
de quem está
cheirando imundice

E, cada palavra,
cortava-me fundo,
sangue brotando
e a poça aumentava.

Não economizou
nas ditas linhas
e me fez chorar
além de corar.

A faca tem dois gumes
e, eu não sabia mais
se chorava por mim,
ou por ela.

Só sei que dói
doeu e doerá
toda vez
que me lembrar.

Teu sorriso era tão
verdadeiro e radiante...
Que se desfaz em
alegoria disforme.

Terrível sorriso
esgarçado
filme de terror
em palavras.

Poderia pedir
que parasse,
mas me ofereci
à guilhotina.

Não espero 
mais nada
só quero ir
embora.

De mim
e de ti.
nós fomos,
agora mortos.




sábado, 8 de abril de 2017

Feridas



Tenho feridas nos pés e nas mãos,
e carrego estas máculas diariamente
de um canto para o outro, pois que
nada nos deixa muito tempo sãos.

Já te disse que ele entra na minha mente
ele deseja que a ferida não seja curada
e vamos, nas feridas, escrever vários
temas de pessoas, muito estranhamente.

Porque de cá, dói o machucado,
mas há alívio em conhecer de fato,
que a loucura existe por dentro
e um tanto assim de um brocado.

Tenho feridas nos pés e nas mãos,
e nenhuma ideia de onde isso vai dar.
Quero apenas continuar com meus irmãos.


quarta-feira, 22 de março de 2017

A casa

O que sinto,
é que a calha
da casa velha
está oxidada
mais por dentro
que por fora.
O que acontece
de fato
é que
tudo está
enferrujado.
Desde a maçaneta
da porta
até a senhora
a se embalar
na cadeira
de balanço.


quarta-feira, 1 de março de 2017



Tenho o mar como parceiro
livre como vento, é romanceiro,
traz cartas jogadas à ele.
Busco a razão na minha pele.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...